Agora que chegou aqui não tem mais volta, meu amigo.

Então leia e aproveite o que minha loucura criatividade tem para oferecer.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Tudo é possível - Outro ano de análises

Olá pra você que por ventura estiver lendo este texto. Como sempre, é um prazer tê-lo(a) por aqui. Sabe, acabei não escrevendo muito esse ano, tive alguns problemas pessoais, mas, mesmo assim, gostaria de transcrever algumas linhas sobre esse 2015 difícil e temperamental que mudou tantas coisas em minha vida.

Este foi um ano diferente, de viradas inesperadas, acontecimentos que jamais premeditei, mesmo sendo uma pessoa metódica e planejadora. Perdi meu pai, tive um acidente grave lutando que me inutilizou por vários meses, instabilidade emocional culminando em uma baixo estima muito além do que eu imaginava, insegurança no emprego (que, felizmente, se mostrou infundada, era só minha mente me sacaneando) e... detalhes.... afinal, como eu já disse muitas e muitas vezes, são os detalhes que me enervam.

Claro que também foi um ano de coisas boas. Diversão com meus amigos fiéis e inseparáveis, uma namorada que me acolhe e voltou a trazer certa luz em minhas trevas, meus animais que nunca desistem de me divertir quando chego em casa e uma família que, como sempre, me apoia e incentiva.

E foi, acima de tudo, um ano de amadurecimento. Percebi desafios que jamais me preparei. É difícil perder um ente querido tão próximo. Pra você que tem o privilégio de ter pai/mãe/avós por perto, aproveite-os ao máximo, pois estas coisas vem tão de repente que destroem qualquer um.

Mas o que esperar de 2016?
Uma antiga chefe minha mostrou certa vez  uma folha onde estava escrito IMPOSSÍVEL. Com uma caneta ela cortou o IM, deixando só o POSSÍVEL. É isso o que preciso para 2016, tornar possível tudo aquilo que desejo. Dos pequenos aos grandes sonhos, todos começam com uma tentativa e só se concretizam com esforço e dedicação.

Definitivamente não sou o mesmo de um ano atrás. Acho que nunca mudei tanto minha mentalidade com questões de responsabilidade e compromisso quanto agora. Isso é ruim? Não, devo usar isso a meu favor, toda experiência, boa ou ruim, leva ao teu crescimento pessoal.

Bem lá no fundo, tem muitas coisas que pesam e me magoam, lembranças, frustrações, erros diversos, mas, não importa o passado, temos que viver pro futuro. É difícil, mas não IMPOSSÍVEL.

E para você, que leu até aqui, muito obrigado e que Chuck Norris e Charles Bronson te iluminem
.

2 comentários:

Helena G.S.R disse...

Ai, Eric! Meus sentimentos...
Perder alguém tão próximo não é fácil. Espero que com o passar do tempo a dor amenize e reste apenas uma bonita lembrança que você possa guardar para sempre.
Tenho certeza que esse ano será melhor e saiba que eu estarei aqui torcendo por você.

Beijão!

Eric Rafael Alves disse...

Perder alguém nunca é fácil. Mas é bem o que tu disse, o que sobram são boas lembranças.
Obrigado pelos teus comentários que sempre se fazem presentes :)