Agora que chegou aqui não tem mais volta, meu amigo.

Então leia e aproveite o que minha loucura criatividade tem para oferecer.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Medo


Perguntei-me qual o sentimento mais forte a dominar minha mente. A resposta foi o “medo”. Por quê? Porque é ele quem guia meus passos, libera ou refreia meus instintos, diz se tenho ou não condições de enfrentar seja lá qual for o desafio. Não existem homens sem medo (o Demolidor da Marvel não conta).

Mesmo quando minha mente está esclarecida e (acho que) sei que meus limites vão além do desafio proposto, o medo pode aparecer e me prender. É por isso que devemos enfrentar nossos medos e buscar a conquista almejada. A vitória começa no momento que se reconhece o medo e tenta-se superá-lo. O medo vence no momento que você desiste de seus objetivos.

É difícil admitir, mas eu tenho tido muito medo ultimamente. Medo do que me aguarda no futuro, o que me espera nestes percalços da vida. Medo de dar um passo longo rumo ao desconhecido, e não ter o apoio necessário para me recostar caso não dê conta do que aparecer. Tenho medo de magoar quem eu amo, não correspondendo às expectativas. Tem horas que realmente não sei o que fazer, o que falar, como agir.

Serei eu capaz de superar meus medos? Não sei, mas vou tentar. Encararei meus desafios de frente e tentarei superá-los, independente do que o medo diz a respeito. Olharei naqueles olhos e direi “sim, eu quero, e não desisto fácil”, porque assim que se iniciam os momentos mais especiais da vida. Me desenvolverei, prosperarei, viverei!

Um comentário:

Helena disse...

Isso mesmo, Eric.
O medo de falhar é natural e é preciso coragem para superá-lo. E vc parece ter, então, vá em frente! =)

Beijo grande.