Agora que chegou aqui não tem mais volta, meu amigo.

Então leia e aproveite o que minha loucura criatividade tem para oferecer.

terça-feira, 31 de julho de 2012

Talk to the Devil

Pra quem não sabe, tenho a miniatura de um diabinho em minha estante. Na verdade é um digimon, mas não vem ao caso. Pode parecer estranho, mas eu falo com ele quando estou preocupado ou nervoso. Pois é, o diabo é meu psicólogo.

Quem mais poderia me ajudar, senão o diabinho? A quem mais eu poderia confiar meus sórdidos pensamentos e angústias? Quem mais, senão um representante do mal, traria luz (ou melhor, trevas) para minhas dúvidas?

Interessante que ele nunca respondeu mas, mesmo assim, falar para ele me traz alívio, a sensação de que libertei algum peso em meu peito. Ele sabe quase tudo de mim. Se bem que seus possíveis conselhos talvez não me ajudassem muito. É um diabo pequeno, mas o tamanho de sua maldade pode não ter limites.

Ele poderia me indicar os piores caminhos. Relegar pouca ou nenhuma importãncia para meus estudos. Trapacear nos negócios e tomar vantagem sobre meus colegas e amigos. Dedicar atenção para minha família só quando tivesse algum interesse em jogo. Quem sabe me nublar as vistas, e deixar passar desapercebido aquela pessoa especial que tanto esperei na vida.

Mas, tenho que admitir, até hoje meu diabinho foi confiável, nunca me traiu. Ele recebe meus medos e dúvidas nesta vida pacientemente, e fica quieto, talvez para deixar que eu mesmo tente encontrar o caminho certo. Diabinho esperto, sabe que a superação é o verdadeiro caminho para a conquista.

Também tem a miniatura do Chapolim e a do Godzilla. Mas esses são papo pra outro texto.

2 comentários:

Helena disse...

"Pois é, o diabo é meu psicólogo".
Adorei! =)

Beijo!

Michelle Lombardo disse...

Cara, muito legal mesmo seus textos.
Entrando todo dia aqui =)
Aaah, mas esse diabinho é tão lindo.