Agora que chegou aqui não tem mais volta, meu amigo.

Então leia e aproveite o que minha loucura criatividade tem para oferecer.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

E mais um ano de análises

Já aviso, este texto não tem tiroteios, socos ou contos inusitados, é a reflexão sobre o ano de 2013 na minha vida. Espero que goste da leitura =]
 
Quando 2012 terminou, as expectativas eram altas. Não pude negar que aquele foi um dos melhores anos da minha vida, cheio de realizações. 2013 foi diferente, meio "morno", sinto que muito mais podia ter acontecido.
 
Farei em tópicos diversos, tal qual os textos anteriores.
 
Saúde: Descuidei um pouco a saúde, piorei um pouco a alimentação. Nada de mais, nem regredi minha forma física, mas os pequenos descuidos podem fazer a diferença mais tarde. Entrarei nos eixos em 2014. Espero.
 
Nerdice: Fui extremamente nerd esse ano. Gibis, jogos, filmes, seriados, bonecos... Com o tempo livre graças ao fim da graduação, pude me dedicar mais a meus gostos pessoais, e isso foi muito satisfatório.
 
Mundo acadêmico: Ano passado concluí minha graduação, e no início deste tive uma bela formatura. Fiz tudo errado, pra variar, e rendeu ótimos momentos de filmagem. Como sempre, agradeço Chuck Norris e Charles Bronson por essa conquista. Mas fora isso, não estudei mais nada, tirei 2013 para descanso. Estudos novamente, só em 2014.
 
Esportes: Deixei a desejar de novo. Sinto que me perdi em algum momento, preciso reviver meu lado aventureiro. Até o futebol tem sido pouco.
 
Amor: O que dizer neste tópico? Eu amo uma mulher e ela, por incrível que pareça, me ama. Pobre coitada, teve que ouvir todas minhas bobagens, incluindo a piada o pavê ou pacumê no Natal.
 
Família: Tentei, na medida do possível, ser mais presente com a família, sempre estar junto, e dedicar momentos exclusivos. Faça o que fizer, sempre valorize quem te apoia. Afinal, quem sabe o dia de amanhã?
 
Amigos: Tal qual a família, tentei ao máximo ser presente. Acho que a vida "adulta" distancia um pouco as pessoas, mas eu sempre poderei encontrar aqueles malucos e tomar uma ou doze cervejas.
 
Mundo profissional: Altos e baixos, temos que acompanhar as marés da vida. Só não posso deixar os tubarões me morderem.
 
Eu mesmo: O Eric foi um cara que não se esforçou o que deveria em 2013. Muito mais poderia ter sido feito. Envergonhe-se rapaz. É medo? É receio? É dúvida? Não importa, farei de 2014 o meu desafio pessoal. Vou me superar, ter meu lugar ao sol.
 
Como diria Ronnie James Dio, Sou o Homem na Montanha Prateada.

2 comentários:

Helena disse...

Ei, Eric! Eu gostei da tua retrospectiva. E espero que a cada ano você atinja tudo o que se propôs a fazer.

Beijão!

Eric Rafael Alves disse...

Assim espero, Helena, assim espero :)

beijão