Agora que chegou aqui não tem mais volta, meu amigo.

Então leia e aproveite o que minha loucura criatividade tem para oferecer.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Olhar ou não olhar

A indústria do entretenimento possui pérolas de qualidade inquestionável, bem como porcarias horríveis que não servem pra nada. Dentre essas porcarias horríveis, a que mais se destaca no momento é o Big Brother Brasil. Mas é fato que dá audiência e movimenta cifras incalculáveis.

Pois bem, pra mim não faz diferença. Não olho esse programa desde a segunda edição, e creio que nas últimas quatro ou cinco consegui escapar sem olhar um episódio que fosse (sério, não olhei mesmo). Mas sabe por quê eu não olho?

Em primeiro lugar porque o programa é ruim. Ruindade por ruindade, prefiro ver Chapolim. Existem programas ruins que entretem e são bem legais, mas a nível pessoal não considero BBB legal sob nenhum aspecto.

Em segundo lugar porque é um programa que não me oferece nada de interessante. Mas não falo isso como se eu fosse parte de uma elite intelectual televisiva que seleciona seus programas pela qualidade e cultura oferecidas, eu curtia até o Gordo Freak Show que passava na Mtv (aquilo sim era porcaria, mas me amarrava).

Em terceiro lugar porque não apresenta nada inédito ou que eu precise saber. Putaria, provas de resistência, brigas e bobagens quaisquer vejo na internet com muito mais qualidade e criatividade. Sem contar que acompanhar a vida de pessoas em uma casa eu dispenso, prefiro cuidar da minha vida (mas isso é pessoal, tem quem adora cuidar a vida dos outros).

Me detenho nesses três motivos.

Não fico revoltado com o programa, nem uso  aquele chavão de que é a “decadência da TV brasileira”, olha quem quer, e tem muitos que possuem argumentos a favor do BBB. Ah, e o Pedro Bial não está afundando a carreira e perdendo sua credibilidade, o cara tá só ganhando uma grana preta e ficando na mídia constantemente (o sonho de qualquer jornalista).

Olhar ou não olhar, eis a questão. Pra mim a resposta é não, mas vai saber qual é a sua?

2 comentários:

Helena disse...

Ai, acho que já sou mais radical.Eu simplesmente ODEIO! Sério! Mas é, tipo assim... do fundo da alma.

Bj!

Eric Rafael Alves disse...

Acalme sua alma, Helena, é por pouco tempo que isso permanece na TV.

O problema é que 90% dos que dizem que não gostam olham. Até porque se não olhassem não tinha essa audiência absurda.

beijos