Agora que chegou aqui não tem mais volta, meu amigo.

Então leia e aproveite o que minha loucura criatividade tem para oferecer.

domingo, 15 de fevereiro de 2009

É questão de opinião

Este é um mundo de injustiças, desigualdades, desgraças e emos. Então, se você não é influente na sociedade ou rico e poderoso dificilmente vai ter algum real significado para os demais. Mas há algo que, independente do que aconteça, você sempre vai ter e que ninguém pode lhe tirar: a opinião própria.

Todos têm sua perspectiva e opinião, seja "culto" ou não. E, obviamente, as opiniões muitas vezes são divergentes(adoro essa palavra). Afinal, se todos pensassem igual não ia ter graça nenhuma, ia ser um paraíso monótono e sem sentido.

O que me levou a escrever sobre ese assunto foi justamente uma discussão(amigável, dessa vez sem socos) com uma amigo meu. Neste caso, o assunto foi entre política(as roubalheiras que acontecem), economia(as roubalheiras que acontecem) e religião(e as roubalheiras que acontecem).

Concordamos em certos aspectos, e discordamos completamente de outros. No fim das contas chegamos a uma conclusão simples. Que cada um tem sua opinião, tentar mudar a dos outros é algo baixo e que não deve ser feito. Além do mais, quem se deixa influenciar pelos outros facilmente é fraco e merece umas chibatadas.

Acontece que concordando ou não, o mundo se transforma, é formado e modelado em cima de opiniões. Jornalistas se baseiam em opiniões pra desenvolver seus artigos. A maioria dos projetos governamentais são postos em prática mediante a aprovação da maioria quando as opiniões finalmente se encaixam. E, claro, toda a reação das pessoas comuns ao saber do que os jornalistas escrevem ou o que o governo implementa. Daí vai a cargo de cada um tirar suas conclusões, sejam favoráveis ou contra.

Ráá, por causa de opiniões diferentes são feitos os programas esportivos da televisão e do rádio. Também por causa disso são realizadas as melhores conversas nos botecos, e as brigas que as vezes acontecem quando os contrários estão mamados em excesso. Da mesma forma, cada um vê e interpreta de uma maneira diferente um caso de adultério ou, no caso dos apaixonados, uma garota que pro cara é maravilhosa e pros outros é uma baita vagabunda.

Concluindo:
Fui o mais imparcial possível, e se você leu realmente tudo, vai concordar ou não com a minha opinião(dãã). Mas é algo complicado de se discutir, pois sempre tem muito assunto que deve ser levado em consideração.

Mas a única coisa que é certa para todos os seres desse universo, e ninguém jamais vai contestar, é que Chuck Norris é o melhor.

2 comentários:

Höerlle disse...

com quem será que você discutiu?
:D
Falou.

**Daya** disse...

rsrs,é realmente as opiniões divergentes são importantes,desde que todos além de ter sua própria opinião,também saibam respeitar e ouvir a opinião do outro de uma forma pacifica e que haja uma troca de idéias de alguma forma,uma discurssão saudável sobre algo é até gostoso,desde que todos os envolvidos na discurssão tenham mente aberta até mesmo pra saber entender o ponto do vista do outro,sem achar que a sua opinião é a verdade universal do mundo inteiro,que só ele que é o sábio,e aqueles que discordam de sua opinião não prestam,ai é onde começam os ataques pessoais e até muitas brigas.Ninguém é dono da verdade absoluta,temos ponto de vistas diferentes um do outro e isso é preciso,como vc mesmo menciiona seria ridiculo todo mundo pensar igual,e também não haveria trocas de informações nem aprenderiamos coisas novas com o outro,mesmo que o outro pense diferente,pq não?

Ahhh,tem um selo pra vc no meu blog Ataques de Fúria,passa lá pra pegar depois ok?

Daya.