Agora que chegou aqui não tem mais volta, meu amigo.

Então leia e aproveite o que minha loucura criatividade tem para oferecer.

domingo, 29 de agosto de 2010

Transparência

Teve uma época em que tudo que eu queria era ser invisível. Não gostava do jeito que as pessoas me olhavam, nem como falavam comigo, tampouco me sentia feliz com minha aparência. Não, eu não era uma anomalia da natureza, mas todo adolescente passa por um período de isolamento do mundo.

Óbviamente superei isso, ou não trabalharia na área da comunicação. Hoje em dia, tanto no profissional quanto no pessoal (ô loco meu), o desafio é outro. Ao invés de ficar invisível preciso fazer exatamente o contrário, mostrar aos outros como eu sou e do que sou capaz de fazer.

Meu artifício deixou de ser a invisibilidade e passou a ser a transparência. Preciso transparecer minha índole, minhas qualidades e meus valores, pois é isso que separa os homens de verdade dos falsos e descartáveis da sociedade. Mas essa mesma transparência que nos diferencia e torna superiores pode nos derrubar com um golpe rápido, caso não saibamos utilizá-la.

Ao transparecer seus sentimentos interiores por uma garota corre sérios riscos de ter um péssimo retorno. Ao transparecer para um grande amigo o que realmente pensa sobre determinadas decisões dele, pode muito bem perder a amizade. Ao transparecer no trabalho suas verdadeiras opiniões sobre algo questionável o próprio cargo está em perigo.

A transparência é nossa amiga e nossa inimiga. Utilize-a para seu desenvolvimento pessoal, torne-se uno com a verdade e desfrute dos benefícios. Porém a ponderação sobre o que realmente deve ser transparecido sempre deve ser levada em conta.

As pessoas precisam ver como você é, para não haver falsos julgamentos ou mentiras, mas não as deixe ver mais do que o necessário.

3 comentários:

Garota de Sorte ;) disse...

Sabe qual o problema de ser transparente? As pessoas que convivem com você diariamente olham na sua cara e já sabem como você está se sentindo, se você acordou de mal humor, se está fora do normal/comum. E isto é uma droga, transparência demais também faz mal.

O melhor é mostrar suas competências através dos seus atos, mas deixar sua alma ser vista somente por aqueles que merecem tal honra ;)

Adorei seu blog!
Beijos e ótimo final de semana ;*

Eric Rafael Alves disse...

O problema, como tu bem diz, é achar os que merecem tal honra.
Mas dos falsos eu já estou de saco cheio hehe

Agradeço pela leitura.

Beijos

rishi disse...

interessante post, exatamente no momento em que resolvi escrever este aqui; http://amoralpoetica.blogspot.com/2011/01/verdade-e-mentira.html

a questão é até que ponto você é capaz de dizer que uma pessoa é verdadeira ou não. O que é uma pessoa verdadeira? E, caso tenha a resposta, não seria ela somente o conceito de pessoa verdadeira que tens contigo,

obs: vou pegar a imagem emprestada.